Duplo homicídio: Irmãos são mortos a tiros na cidade de Areia Branca, região do Litoral Oeste Potiguar

Um duplo homicídio foi registrado por volta das 22h30min deste domingo 04 de agosto de 2019,na Rua Maracajú no Bairro Nordeste na cidade de Areia Branca na região litoral do Oeste do Rio Grande do Norte. As vítimas foram dois irmãos, identificados como, Thales Hebreus Silva das Chagas,20 anos e Teverson Eclesiastros Silva das Chagas, de 17 anos.

Os dois foram assassinados a tiros em via pública naquela cidade segundo o delegado de plantão em Mossoró, Dr. Luiz Fernando que foi ao local, juntamente com o ITEP, dois homens ainda não identificados, teriam sido vistos fugindo a pé do local após os disparos.

Testemunhas relataram ao delegado, que os dois irmãos ainda tentaram correr para escapar da morte, mas foram perseguidos, alvejados e mortos em um beco próximo a uma igreja evangélica. Ainda não há informações sobre a motivação para o duplo assassinato, somente as investigações que ficarão a cargo da Polícia Civil da cidade, sob o comando do Dr. Renato Oliveira é que poderá chegar a motivação e aos autores do crime.

local

Ex-presidiário sofre atentado a tiros em Pau dos Ferros no Alto Oeste Potiguar

O ex-presidiário conhecido como Daniel foi vítima de uma tentativa de homicídio no final da tarde deste domingo 04 de agosto de 2019 na cidade de Pau dos Ferros, na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte.

Segundo informações a vítima estava no “Açude da 25 de Março”, bairro Riacho do Meio, quando foi alvejado por disparos de arma de fogo.

A PM informou que o ex-detento teria sido perseguido por dois homens armados sendo ele atingido por vários disparos de arma de fogo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu o baleado para o Hospital Regional de Pau dos Ferros em estado grave. A Polícia ainda não sabe qual teria sido a motivação do crime.

pdf

Homem é morto a tiros dentro do próprio carro na Zona Norte de Natal

Um homem identificado como José de Paula, de 52 anos, foi morto a tiros dentro do seu próprio carro no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal, na manhã deste sábado (3).

De acordo com o 4º Batalhão da Polícia Militar, que faz o patrulhamento da região, José de Paula foi alvo dos disparos dos criminosos quando deixava a sua casa. O crime aconteceu próximo ao cruzamento entre as ruas Josivaldo Gomes e Shalon.

A motivação do assassinato não é conhecida e o crime vai ser investigado pela Polícia Civil.

Férias na Flórida e uso de avião da FAB para toda a família

Há pouco mais de uma semana, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou um avião da Força Aérea Brasileira para se deslocar do DF até o aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP)

Maia levou toda a família.

De Campinas, o nobre [sic] parlamentar pegou um voo para a Flórida (EUA) para curtir suas férias.

A assessoria de imprensa do deputado alegou que o uso da aeronave se justifica por questões de itinerário e custo:

“Se não fosse permitido, ele não voaria [nos aviões da FAB] . Todos os trechos são comunicados  à Força Aérea, que autoriza o deslocamento. Tudo nas normas estabelecidas”.

Menina de 6 anos chega morta ao hospital na Zona Norte e pai pede para ser preso

Uma menina de seis anos chegou morta na tarde desta sexta-feira ao Hospital Naval Marcílio Dias, Lins de Vasconcelos, Zona Norte do Rio. Ela foi levada pelo pai e pela madrasta. O homem pedia para ser preso pela morte da própria filha. Ele temia ser linchado por cerca de quinze pessoas que o aguardavam do lado de fora da unidade.
Mel Rhayane Ribeiro de Jesus, 6, apresentava várias marcas de correntes, feridas pelo corpo, exposição do ânus (sinal de abuso sexual) e estava com orelha cortada. A menina chegou com sinais de desnutrição e hematomas.
O relato do pai foi de que ela estava de castigo, depois de ter recebido “um corretivo”, quando ela parou de respirar. Em outra versão, ele disse que a criança morreu por ter batido a cabeça. Ele disse que estava com a criança há 6 meses.
O pai informou que a mãe havia perdido a guarda da criança por denúncias de que a menina sofria abusos sexuais.
Equipes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Lins foram acionadas para o hospital, detiveram o pai da vítima e o conduziram à Delegacia de Homicídios da Capital (DH).
De acordo com informações da DH, foi instaurado um inquérito policial para apurar as circunstâncias da morte de Mel. “Diligências estão sendo realizadas em busca de informações que possam ajudar esclarecer o fato e parentes estão sendo ouvidos na especializada. As investigações estão em andamento”, diz a Polícia Civil em nota.

Homem vítima de acidente de trânsito na zona rural de Baraúna, morre no Hospital Tarcísio Maia em Mossoró

Lindemberg Lima de Souza, 29 anos de idade, residia na cidade de Baraúna RN morreu no final da tarde desta quinta feira, 01 de agosto de 2019, no Hospital Regional Tarcísio Maia, vítima de acidente de trânsito na zona rual de Baraúna, região Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com informações da família, Lindemberg, saiu de Baraúna na noite de 17 de julho, para uma festa na comunidade de Pico Estreito, próximo a Maisa e quando retornava para casa, durante a madrugada, colidiu sua moto com um carro.

A vítima foi socorrida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, onde depois de 15 dias internada não resistiu a gravidade dos ferimentos e foi a óbito na unidade hospitalar. O corpo de Lindemberg foi examinado nesta sexta feira (02) no Instituto Médico Legal do ITEP e depois liberado para os familiares providenciar o enterro.

Mulher é baleada após ter casa invadida por criminosos no bairro Ouro Negro em Mossoró.

A Polícia Militar registrou por volta de 01h30min desta madrugada de sábado 03 de agosto de 2019, uma tentativa de homicídio no bairro Ouro Negro em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte.

Uma mulher identificada como, Meire Rose Cavalcante de 38 anos de idade, foi baleada dentro de sua casa, localizada na rua Cícero Lourenço, proximidades da Escola Izabel Fernando.

De acordo com a PM que atendeu a ocorrência, criminosos teriam invadido a residência, após quebrarem a porta da frente e atirado várias vezes contra a vítima, que dormia no quarto da casa.

A vítima foi atingida coim vários tiros de pistola e socorrida pelo Samu para o Hospital Tarcísio Maia, em estado grave. Não há informações até o momento sobre motivação e autoria do crime. A Polícia Civil, por meio da Segunda Delegacia Distrital, vai investigar o caso.

bala

Hospital abre sindicância para apurar caso de bebê que morreu por falta de transporte médico no RN

O Hospital Municipal Monsenhor Pedro Moura, em Nova Cruz, Região Agreste do Rio Grande do Norte, abriu uma sindicância para apurar o caso do bebê que morreu por falta de transporte médico na unidade no dia 29 de julho. O servidor envolvido no caso, segundo a nota do hospital, foi “afastado temporariamente de suas funções, até conclusão do referido procedimento”.

Nesta sexta-feira (2), a Polícia Civil prendeu um motorista de ambulância de 33 anos na cidade. Segundo a Polícia Civil, ele teria se recusado a fazer o transporte da gestante que necessitava de um atendimento de urgência para o nascimento do bebê, que morreu. O servidor vai ser indiciado por homicídio.

Em relação à possível omissão do servidor, o Hospital Monsenhor Pedro Moura reforçou, em nota, que essas informações são “objeto de apuração na seara criminal, onde, após devida conclusão, ensejará ou não o reconhecimento de qualquer responsabilidade em face do citado servidor”.

A unidade de saúde apontou ainda na nota que “no que tange a disponibilidade da equipe médica e operacional deste hospital no referido dia, estas se encontravam em plena atuação e disponibilizadas a efetiva execução do serviço público, inclusive os veículos (ambulâncias) estavam na unidade hospitalar”.

O hospital também disse que deu suporte com assistente social e psicólogo à família do bebê e que vai “contribuir de forma efetiva com o total esclarecimento dos fatos, inclusive as investigações, no que for pertinente”.

O caso

Um motorista de ambulância de 33 anos foi preso na manhã desta sexta-feira (2) na cidade de Nova Cruz. Segundo a Polícia Civil, o servidor será indiciado por homicídio, já que ele teria se negado a fazer o transporte de uma gestante que necessitava de um atendimento de emergência. Com a demora, o quadro se agravou e o bebê acabou morrendo durante o parto, fato ocorrido no dia 29 de julho no hospital da cidade. A operação que cumpriu o mandado de prisão temporária foi batizada de ‘Respeito à Vida’.

“O motorista da ambulância se negou a realizar a transferência de emergência da gestante para o Hospital de São José de Mipibu, apesar da enfermeira e do médico plantonista alertarem da necessitada da imediata remoção da mulher, que precisava receber um atendimento especializado de um médico ginecologista e neonatalogista”, afirmou a assessoria de comunicação da Polícia Civil.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o motorista alegou que não poderia realizar a viagem, pois passaria do horário do seu turno de trabalho. “No entanto, ainda faltavam aproximadamente 2 horas para o término do seu expediente. Em decorrência de tal negativa, sem opção, o médico foi obrigado a conduzir a paciente à sala de cirurgia. Porém, o quadro clínico se agravou e o parto acabou sendo realizado em Nova Cruz e o bebê não resistiu”, acrescentou.

STF poderá soltar Lula diante de 100 mil pessoas no dia 14 de agosto

O Supremo Tribunal Federal (STF) se prepara para julgar o pedido de suspeição do ex-juiz Sérgio Moro no próximo dia 14 de agosto. Nessa data, cerca de 100 mil pessoas são esperadas na Praça dos Três Poderes, em Brasília.
O ex-presidente Lula poderá ganhar a liberdade após 500 dias mantido como preso político na carceragem da Polícia Federal de Curitiba.
Não faltam motivos para que os ministros do Supremo soltem já o petista, haja vista os vazamentos publicados pelo site The Intercept Brasil e demais veículos de comunicação no Brasil e no mundo.
As questões que pesam contra a Lava Jato, Moro e o procurador Deltan Dallagnol são mais graves do que supúnhamos anteriormente. Além do conluio para tornar impossível a defesa do réu, transformados em adversários políticos e ideológicos da força-tarefa, ganhar dinheiro, eles ainda conspiravam para chantagear ministros do STF.
Não resta alternativa aos ministros do Supremo senão reconhecer a suspeição de Moro, Dallagnol et caterva e libertar imediatamente Lula sob pena de o judiciário todo também sucumbir com a farsa da Lava Jato.

Acusado de matar duas irmãs, uma delas grávida e tentar contra a vida da mãe das duas é condenado a 60 anos de prisão

O Tribunal do Juri Popular de Mossoró, condenou nesta sexta feira 02 de agosto de 2019, o réu, Robson Francisco Silva dos Santos, a pena de 60 anos de prisão pelos assassinatos de, Sheylla Mendonça Bezerra e sua irmã Samyra Mendonça, pela tentativa de homicídio contra a mãe delas, Sônia Maria Mendonça e pelo crime de aborto, já que Sheylla estava grávida.

Robson Francisco foi condenado por feminicídio triplamente qualificado, pela morte de Sheylla, homicídio duplamente qualificado pelo assassinato de Samyra e tentativa de homicídio duplamente qualificado pelo atentado contra Sônia Maria Mendonça, além de crime de aborto sem o consentimento da vítima.

O advogado de defesa de Robson, Dr. Otoniel Maia Júnior, conversou com a reportagem do Fim da Linha, onde disse que vai entrar com pedido de recurso contra a sentença de 60 anos de prisão imposta ao seu cliente. O outro réu, Adriano Marcolino Alves, que também foi denunciado pelo MPRN como envolvido no crime, foi inocentado e absolvido pelo Conselho de Sentença.

Atuaram na defesa dos réus, os advogados Otoniel Maia Júnior (Robson Francisco) e Lúcio Ney de Souza que defendeu os interesse de Adriano Marcolino. Na acusação, representando o Ministério Público, o promotor de Justiça Ítalo Moreira Martins. Os trabalhos foram conduzidos pelo juiz Vagnos Kelly de Figueiredo, presidente do Tribunal do Juri Popular de Mossoró. O julgamento começou as 08h30min e só terminou as 18h50min.