Notas

Acabou o soro que corta o efeito do veneno da jararaca no HRTM

No início, acreditava que fosse apenas uma lesão causada por espinhos. Mas quando chegou em casa, na noite deste terça-feira, dia 30 de julho, Antônio Lino da Costa, de 55 anos, começou a sentir dores, febre, vômito escuro e passou a desconfiar que não era furos de espinho e sim, possivelmente, uma picada de cobra jararaca.

“A preocupação foi grande”, conta Fabiana Aires Saldanha, mulher de Antônio Lino. Na quarta-feira, dia 31, Fabiana Aires disse que só então o marido Antônio Lino foi levado para Pau dos Ferros, onde os médicos constataram que se tratava de picada de cobra. Ele tomou a dose do soro para cortar o efeito do veneno quase 24 horas depois.

Era um pouco tarde. O veneno da cobra já havia afetado os rins e várias outras partes do corpo. Antônio Lino está internado em estado muito grave no Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, em Mossoró, tomando sangue e passando pro sessões de hemodiálise.

Assim como Antônio Lino, tem outro paciente, de 57 anos, de Areia Branca, também picado por cobra jararaca semana passada e infelizmente não conseguiu resistir. Morreu nesta segunda-feira, 6. Antônio Lino e o cidadão de Areia Branca, ainda encontraram a dose de soro que corta os efeitos do veneno da jararaca. No caso deles, o quadro se agravou devido ao tempo que demorou para procurar ajuda média.

Segundo a diretora geral do Hospital Regional Tarcísio Maia, Herbênia Ferreira, quanto mais rápido o cidadão tomar o soro, menos serão os danos no corpo em função da picada da cobra. O professor doutor Carlos Iberê Alves de Freitas, da UFERSA, também alerta que uma vítima vítima de picada de cobra é se deslocar imediatamente para o hospital de referência, que tenha o soro que corta os efeitos do veneno da cobra.

E o número de pessoas picadas em Mossoró e região é muito alto. Só no Hospital Regional Tarcísio atendeu, em 2019, 86 atendimentos de pessoas picadas de cobras, mais de 95% dos casos, jararaca.

O professor doutor Carlos Iberê Alves de Freitas, da UFERSA, disse a Jaracara é a recordista de aparecimentos na região. Destacou que a Jararaca não é a mais perigosa. No caso, as que tem o veneno mais letal é a cobra coral e a cascavel.

Pesquisador destacou que não existe outro caminho para salvar a vida de quem é picado por cobra diferente de usar o soro para cortar os efeitos do veneno da cobra. E aí, onde está o grande problema e não é local e nem estadual. É nacional. Os soros que cortam os efeitos do veneno das cobras não estão mais sendo fabricados na quantidade necessária.

Segundo a diretora geral do Hospital Regional Tarcísio Maia, Herbenia Ferreira, no Rio Grande do Norte já está havendo um racionamento das doses de soros disponíveis no Rio Grande do Norte, principalmente para picadas de jararacas. “Ainda temos para outros tipos de cobras, como coral e cascavel, mas já está quase no final”, destaca a diretora Herbenia Ferreira.

“As poucas doses que temos ficam em hospitais estratégicos, como Giselda Trigueiro (Natal), Hospital Regional do Seridó (Caicó), Hospital Regional Tarcísio Maia (Mossoró) e no Hospital Regional Cleodon Carlos Bezerra, de Pau dos Ferros”, explica o farmacêutico João Inácio, do Hospital Regional Tarcísio. “Se precisar hoje, teremos que ir buscar em Pau dos Ferros”, diz.

Muito provavelmente vai precisar. Os números apontam crescimento nos ataques de cobras na região nos meses de maio, junho, julho e agosto.

Janeiro – 5

Fevereiro – 9

Março – 12

Abril – 7

Maio – 15

Junho – 20

Julho – 15

Agosto (5) – 3

O professor doutor Carlos Iberê Alves de Freitas, da UFERSA, disse que neste período do ano, como houve inverno mais intenso, as áreas onde elas (jaracaras) se refugiam, certamente ficaram alagadas e elas saíram para se alimentar em áreas afastadas.

Como não ser picado por cobras

O professor disse que ao avistar uma cobra, o cidadão deve se afastar imediatamente, seja ela venenosa ou não. Explica que nos casos das venenosas, se afasta para não ser picado e terminar sem ter o soro para sobreviver. No caso das cobras não venenosas, estas geralmente se aproximam das áreas residenciais para se alimentarem. “Comem cobras venenosas e ratos”.

Carlos Iberê Alves recomenda também não caminhar, sem botas de cano longo, nas áreas de vazantes ou baixios. Sem a intenção, a pessoa pode pisar na cobra, que se aproximada destas áreas para se alimentarem, e ela morte para se defender. As jararacas e cascavéis ficam refugiadas em troncos de arbustos ou pequenas cavidades.

Campanha de conscientização da população

A diretora da II URSAP, Emiliana Bezerra, conversou com a diretora geral do Hospital Regional Tarcísio Maia, Herbenia Ferreira. As duas acertam que vão realizar uma campanha de conscientização da população para ter o máximo de cuidado possível para não terminar picados por cobras. “Não temos o soro para salvar estas pessoas”, diz Herbênia Ferreira.

Herbenia Ferreira destacou que se chegar outro paciente, além dos três que já estão internados em estado grave no, o Hospital Regional Tarcísio Maia não tem o soro para cortar os efeitos do veneno. A única saída é pegar emprestado do Hospital Regional de Pau dos Ferros, que também já está sem. “A situação é muito preocupante.

Laboratórios estão se adequando a novas exigências da Anvisa

O farmacêutico João Inácio disse que os laboratórios que fabricam os soros que cortam o veneno das cobras estão em processo de readaptação para atender as exigências da Anvisa.

Várias pessoas entrevistadas pelo MOSSORÓ HOJE não souberam informar quando que o Governo Federal vai poder reabastecer os hospitais com os soros.

João Inácio e Herbenia Ferreira destacam que é preciso, por enquanto, que o cidadão tenha o máximo de cuidado possível ao sair de casa para entrar no mato. “Melhor evitar”, diz.

Engenheiro Octávio Santiago posta carta se despedindo de auxiliares: “Uma vez Detran, sempre Detran”

Diretor-geral do Detran desde o início da gestão Fátima Bezerra, e exonerado nesta terça-feira a pedido, o engenheiro Octávio Santiago Filho postou no grupo de whats app, uma carta endereçado aos servidores do Detran.

Eis a carta:

Bom dia servidores do DETRAN,

Me dirijo neste momento a vocês para transmitir uma palavra de esperança e confiança.

Nestes meses que estive à frente da gestão pude constatar que são muitos de vocês que vestem a camisa do órgão, que me ajudaram na luta do dia a dia e também a construir propostas e iniciativas para tornarmos o DETRAN melhor.

A proposta maior é a de resgatarmos este grande órgão e devolvê-lo à sociedade. Algumas ideias já estão em andamento e outras incluídas na nossa proposta de PPA.

E o mais importante é que elas foram elaboradas ouvindo e com a participação de vocês.

Agradeço aos coordenadores e sub coordenadores que se dedicaram e contribuíram por demais com vistas a uma transformação positiva para o órgão.

Vamos em frente.

Mesmo deixando o órgão, levo o sentimento de ter vestido a sua camisa e a estou levando para casa.

UMA VEZ DETRAN, SEMPRE DETRAN.

Octávio Santiago Filho

Veja como cada deputado votou na aprovação da Previdência em 2º turno. Depois de quase seis horas de sessão, foram contabilizados 370 votos a favor da proposta, 124 contra e 1 abstenção

Câmara dos Deputados aprovou, na madrugada desta quarta-feira 7, o texto-base da reforma da Previdência em segundo turno. Depois de quase seis horas de sessão, foram contabilizados 370 votos a favor da proposta, 124 contra e 1 abstenção. O texto é igual ao aprovado no primeiro turno, em 10 de julho, quando 379 deputados votaram a favor e 131 contra. Nas duas ocasiões, eram necessários 308 votos dos 531 deputados para a aprovação.

Uma nova sessão está marcada para as 9h – com início da ordem dos dias a partir das 11h -, na qual serão analisados oito destaques apresentados por diferentes partidos para tentar retirar pontos específicos da proposta em votações separadas. Essa é a última etapa antes que a matéria siga para o Senado Federal.

 Veja como votou cada deputado presente no plenário nesta votação:

Parlamentar UF Voto
Avante
André Janones MG Não
Chiquinho Brazão RJ Sim
Greyce Elias MG Sim
Leda Sadala AP Sim
Luis Tibé MG Sim
Pastor Sargento Isidório BA Não
Tito BA Sim
Total Avante: 7
CIDADANIA
Alex Manente SP Sim
Arnaldo Jardim SP Sim
Carmen Zanotto SC Sim
Da Vitória ES Sim
Daniel Coelho PE Sim
Marcelo Calero RJ Sim
Paula Belmonte DF Sim
Rubens Bueno PR Sim
Total CIDADANIA: 8
DEM
Alan Rick AC Sim
Alexandre Leite SP Sim
Aníbal Gomes CE Sim
Arthur Oliveira Maia BA Sim
Bilac Pinto MG Sim
Carlos Henrique Gaguim TO Sim
David Soares SP Sim
Dr. Zacharias Calil GO Sim
Efraim Filho PB Sim
Eli Corrêa Filho SP Sim
Elmar Nascimento BA Sim
Fernando Coelho Filho PE Sim
Geninho Zuliani SP Sim
Hélio Leite PA Sim
Jose Mario Schreiner GO Sim
Juninho do Pneu RJ Sim
Juscelino Filho MA Sim
Kim Kataguiri SP Sim
Leur Lomanto Júnior BA Sim
Luis Miranda DF Sim
Norma Ayub ES Sim
Olival Marques PA Sim
Onyx Lorenzoni RS Sim
Paulo Azi BA Sim
Pedro Lupion PR Sim
Pedro Paulo RJ Sim
Professora Dorinha Seabra Rezende TO Sim
Rodrigo Maia RJ Sim
Sóstenes Cavalcante RJ Sim
Tereza Cristina MS Sim
Total DEM: 30
MDB
Alceu Moreira RS Sim
Baleia Rossi SP Sim
Carlos Bezerra MT Sim
Carlos Chiodini SC Sim
Celso Maldaner SC Sim
Daniela do Waguinho RJ Sim
Darcísio Perondi RS Sim
Dulce Miranda TO Sim
Elcione Barbalho PA Sim
Fábio Ramalho MG Sim
Fabio Reis SE Sim
Flaviano Melo AC Sim
Giovani Feltes RS Sim
Gutemberg Reis RJ Sim
Hercílio Coelho Diniz MG Sim
Herculano Passos SP Sim
Hermes Parcianello PR Sim
Hildo Rocha MA Sim
Isnaldo Bulhões Jr. AL Sim
João Marcelo Souza MA Sim
José Priante PA Sim
Juarez Costa MT Sim
Lucio Mosquini RO Sim
Márcio Biolchi RS Sim
Marcos Aurélio Sampaio PI Sim
Mauro Lopes MG Sim
Moses Rodrigues CE Sim
Newton Cardoso Jr MG Sim
Raul Henry PE Sim
Rogério Peninha Mendonça SC Sim
Vinicius Farah RJ Sim
Walter Alves RN Sim
Total MDB: 32
NOVO
Adriana Ventura SP Sim
Alexis Fonteyne SP Sim
Gilson Marques SC Sim
Lucas Gonzalez MG Sim
Marcel van Hattem RS Sim
Paulo Ganime RJ Sim
Tiago Mitraud MG Sim
Vinicius Poit SP Sim
Total NOVO: 8
Patriota
Alcides Rodrigues GO Sim
Dr. Frederico MG Sim
Fred Costa MG Sim
Marreca Filho MA Sim
Pastor Eurico PE Sim
Total Patriota: 5
PCdoB
Alice Portugal BA Não
Daniel Almeida BA Não
Jandira Feghali RJ Não
Márcio Jerry MA Não
Orlando Silva SP Não
Perpétua Almeida AC Não
Professora Marcivania AP Não
Renildo Calheiros PE Não
Total PCdoB: 8
PDT
Afonso Motta RS Não
Alex Santana BA Sim
André Figueiredo CE Não
Chico D`Angelo RJ Não
Dagoberto Nogueira MS Não
Damião Feliciano PB Não
Eduardo Bismarck CE Não
Fábio Henrique SE Não
Félix Mendonça Júnior BA Não
Flávio Nogueira PI Sim
Gil Cutrim MA Sim
Gustavo Fruet PR Não
Idilvan Alencar CE Não
Jesus Sérgio AC Sim
Leônidas Cristino CE Não
Mário Heringer MG Não
Marlon Santos RS Sim
Paulo Ramos RJ Não
Pompeo de Mattos RS Não
Robério Monteiro CE Não
Sergio Vidigal ES Não
Silvia Cristina RO Sim
Subtenente Gonzaga MG Sim
Tabata Amaral SP Sim
Túlio Gadêlha PE Não
Wolney Queiroz PE Não
Total PDT: 26
PHS
Igor Kannário BA Sim
Total PHS: 1
PL
Abílio Santana BA Sim
Altineu Côrtes RJ Sim
Bosco Costa SE Sim
Capitão Augusto SP Sim
Christiane de Souza Yared PR Sim
Cristiano Vale PA Sim
Dr. Jaziel CE Sim
Edio Lopes RR Sim
Fernando Rodolfo PE Sim
Flávia Arruda DF Sim
Gelson Azevedo RJ Sim
Giacobo PR Sim
Giovani Cherini RS Sim
João Carlos Bacelar BA Sim
João Maia RN Sim
José Rocha BA Sim
Josimar Maranhãozinho MA Sim
Junior Lourenço MA Sim
Júnior Mano CE Sim
Lauriete ES Sim
Lincoln Portela MG Sim
Luiz Carlos Motta SP Não
Luiz Nishimori PR Sim
Magda Mofatto (#) GO Sim
Marcelo Ramos AM Sim
Marcio Alvino SP Sim
Miguel Lombardi SP Sim
Pastor Gildenemyr MA Sim
Paulo Freire Costa SP Sim
Policial Katia Sastre SP Sim
Raimundo Costa BA Sim
Sebastião Oliveira PE Sim
Sergio Toledo AL Sim
Soraya Santos RJ Sim
Tiririca SP Não
Wellington Roberto PB Sim
Zé Vitor MG Sim
Total PL: 37
PMN
Eduardo Braide MA Não
Total PMN: 1
Podemos
Aluisio Mendes MA Sim
Bacelar BA Não
Diego Garcia PR Sim
Igor Timo MG Sim
José Medeiros MT Sim
José Nelto GO Sim
Léo Moraes RO Sim
Pr. Marco Feliciano SP Sim
Renata Abreu SP Sim
Ricardo Teobaldo PE Sim
Roberto de Lucena SP Sim
Total Podemos: 11
PP
Adriano do Baldy GO Sim
Afonso Hamm RS Sim
Aguinaldo Ribeiro PB Sim
AJ Albuquerque CE Sim
André Abdon AP Sim
André Fufuca MA Sim
Angela Amin SC Sim
Arthur Lira AL Sim
Átila Lins AM Sim
Beto Rosado RN Sim
Cacá Leão BA Sim
Celina Leão DF Sim
Christino Aureo RJ Sim
Claudio Cajado BA Sim
Dimas Fabiano MG Sim
Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. RJ Sim
Eduardo da Fonte PE Não
Evair Vieira de Melo ES Sim
Fausto Pinato SP Sim
Fernando Monteiro PE Não
Franco Cartafina MG Sim
Guilherme Derrite SP Sim
Guilherme Mussi SP Sim
Hiran Gonçalves RR Sim
Iracema Portella PI Sim
Jaqueline Cassol RO Sim
Jerônimo Goergen RS Sim
Laercio Oliveira SE Sim
Marcelo Aro MG Sim
Margarete Coelho PI Sim
Mário Negromonte Jr. BA Não
Neri Geller MT Sim
Pedro Westphalen RS Sim
Professor Alcides GO Sim
Ricardo Barros PR Sim
Ricardo Izar SP Sim
Ronaldo Carletto BA Sim
Schiavinato PR Sim
Total PP: 38
PRB
Aline Gurgel AP Não
Amaro Neto ES Sim
Aroldo Martins PR Sim
Benes Leocádio RN Sim
Capitão Alberto Neto AM Sim
Carlos Gomes RS Sim
Celso Russomanno SP Sim
Cleber Verde MA Sim
Gilberto Abramo MG Sim
Hélio Costa SC Sim
Hugo Motta PB Não
Jhonatan de Jesus RR Sim
João Campos GO Sim
João Roma BA Sim
Jorge Braz RJ Sim
Julio Cesar Ribeiro DF Sim
Lafayette de Andrada MG Sim
Luizão Goulart PR Sim
Manuel Marcos AC Sim
Márcio Marinho BA Sim
Marcos Pereira SP Sim
Maria Rosas SP Sim
Milton Vieira SP Sim
Ossesio Silva PE Sim
Roberto Alves SP Sim
Rosangela Gomes RJ Sim
Severino Pessoa AL Sim
Silas Câmara AM Sim
Silvio Costa Filho PE Sim
Vavá Martins PA Sim
Vinicius Carvalho SP Sim
Total PRB: 31
PROS
Acácio Favacho AP Sim
Boca Aberta PR Sim
Capitão Wagner CE Não
Clarissa Garotinho RJ Não
Eros Biondini MG Sim
Gastão Vieira MA Sim
Toninho Wandscheer PR Sim
Uldurico Junior BA Sim
Vaidon Oliveira CE Sim
Weliton Prado MG Não
Total PROS: 10
PSB
Alessandro Molon RJ Não
Aliel Machado PR Não
Átila Lira PI Sim
Bira do Pindaré MA Não
Camilo Capiberibe AP Não
Cássio Andrade PA Não
Denis Bezerra CE Não
Elias Vaz GO Não
Emidinho Madeira MG Sim
Felipe Carreras PE Sim
Felipe Rigoni ES Sim
Gervásio Maia PB Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
Jefferson Campos SP Sim
Jhc AL Não
João H. Campos PE Não
Júlio Delgado MG Não
Lídice da Mata BA Não
Liziane Bayer RS Sim
Luciano Ducci PR Não
Luiz Flávio Gomes SP Não
Marcelo Nilo BA Não
Mauro Nazif RO Não
Rafael Motta RN Não
Rodrigo Agostinho SP Sim
Rodrigo Coelho SC Sim
Rosana Valle SP Sim
Tadeu Alencar PE Não
Ted Conti ES Sim
Total PSB: 30
PSC
André Ferreira PE Sim
Euclydes Pettersen MG Sim
Gilberto Nascimento SP Sim
Glaustin Fokus GO Sim
Osires Damaso TO Sim
Otoni de Paula RJ Sim
Paulo Eduardo Martins PR Sim
Total PSC: 7
PSD
Alexandre Serfiotis RJ Sim
André de Paula PE Sim
Antonio Brito BA Sim
Cezinha de Madureira SP Sim
Charles Fernandes BA Sim
Danrlei de Deus Hinterholz RS Sim
Darci de Matos SC Sim
Delegado Éder Mauro PA Sim
Diego Andrade MG Sim
Domingos Neto CE Sim
Edilázio Júnior MA Sim
Evandro Roman PR Sim
Expedito Netto RO Não
Fábio Faria RN Sim
Fábio Mitidieri SE Sim
Fábio Trad MS Sim
Flordelis RJ Sim
Francisco Jr. GO Sim
Haroldo Cathedral RR Sim
Hugo Leal RJ Sim
Joaquim Passarinho PA Sim
José Nunes BA Sim
Júnior Ferrari PA Sim
Marco Bertaiolli SP Sim
Marx Beltrão AL Sim
Misael Varella MG Sim
Otto Alencar Filho BA Sim
Paulo Magalhães BA Sim
Reinhold Stephanes Junior PR Sim
Ricardo Guidi SC Sim
Sargento Fahur PR Sim
Sidney Leite AM Sim
Stefano Aguiar MG Sim
Vermelho PR Sim
Wladimir Garotinho RJ Não
Total PSD: 35
PSDB
Adolfo Viana BA Sim
Aécio Neves MG Sim
Beto Pereira MS Sim
Bruna Furlan SP Sim
Carlos Sampaio SP Sim
Célio Silveira GO Sim
Celso Sabino PA Sim
Daniel Trzeciak RS Sim
Domingos Sávio MG Sim
Edna Henrique PB Sim
Eduardo Barbosa MG Sim
Eduardo Cury SP Sim
Geovania de Sá SC Sim
Lucas Redecker RS Sim
Luiz Carlos AP Sim
Mara Rocha AC Sim
Mariana Carvalho RO Sim
Nilson Pinto PA Sim
Paulo Abi-Ackel MG Sim
Pedro Cunha Lima PB Sim
Roberto Pessoa CE Sim
Rodrigo de Castro MG Sim
Rose Modesto MS Sim
Ruy Carneiro PB Sim
Samuel Moreira SP Sim
Shéridan RR Sim
Tereza Nelma AL Não
Vanderlei Macris SP Sim
Vitor Lippi SP Sim
Total PSDB: 29
PSL
Abou Anni SP Sim
Alê Silva MG Sim
Alexandre Frota SP Abstenção
Aline Sleutjes PR Sim
Bia Kicis DF Sim
Bibo Nunes RS Sim
Cabo Junio Amaral MG Sim
Carla Zambelli SP Sim
Carlos Jordy RJ Sim
Caroline de Toni SC Sim
Charlles Evangelista MG Sim
Chris Tonietto RJ Sim
Coronel Armando SC Sim
Coronel Chrisóstomo RO Sim
Coronel Tadeu SP Sim
Daniel Freitas SC Sim
Daniel Silveira RJ Sim
Delegado Antônio Furtado RJ Sim
Delegado Marcelo Freitas MG Sim
Delegado Pablo AM Sim
Delegado Waldir GO Sim
Dr. Luiz Ovando MS Sim
Dra. Soraya Manato ES Sim
Eduardo Bolsonaro SP Sim
Fabio Schiochet SC Sim
Felício Laterça RJ Sim
Felipe Francischini PR Sim
Filipe Barros PR Sim
General Girão RN Sim
General Peternelli SP Sim
Guiga Peixoto SP Sim
Gurgel RJ Sim
Heitor Freire CE Sim
Helio Lopes RJ Sim
Joice Hasselmann SP Sim
Julian Lemos PB Sim
Júnior Bozzella SP Sim
Léo Motta MG Sim
Loester Trutis MS Sim
Lourival Gomes RJ Sim
Luciano Bivar PE Sim
Luiz Lima RJ Sim
Luiz Philippe de Orleans e Bragança SP Sim
Major Vitor Hugo GO Sim
Marcelo Álvaro Antônio MG Sim
Márcio Labre RJ Sim
Nelson Barbudo MT Sim
Nereu Crispim RS Sim
Nicoletti RR Sim
Professor Joziel RJ Sim
Professora Dayane Pimentel BA Sim
Sanderson RS Sim
Total PSL: 52
PSOL
Edmilson Rodrigues PA Não
Fernanda Melchionna RS Não
Glauber Braga RJ Não
Ivan Valente SP Não
Luiza Erundina SP Não
Marcelo Freixo RJ Não
Sâmia Bomfim SP Não
Talíria Petrone RJ Não
Total PSOL: 8
PT
Afonso Florence BA Não
Airton Faleiro PA Não
Alencar Santana Braga SP Não
Alexandre Padilha SP Não
Arlindo Chinaglia SP Não
Assis Carvalho PI Não
Benedita da Silva RJ Não
Beto Faro PA Não
Bohn Gass RS Não
Carlos Veras PE Não
Carlos Zarattini SP Não
Célio Moura TO Não
Enio Verri PR Não
Erika Kokay DF Não
Frei Anastacio Ribeiro PB Não
Gleisi Hoffmann PR Não
Helder Salomão ES Não
Henrique Fontana RS Não
João Daniel SE Não
Jorge Solla BA Não
José Airton Cirilo CE Não
José Ricardo AM Não
Joseildo Ramos BA Não
Leonardo Monteiro MG Não
Luizianne Lins CE Não
Marcon RS Não
Margarida Salomão MG Não
Maria do Rosário RS Não
Natália Bonavides RN Não
Nelson Pellegrino BA Não
Nilto Tatto SP Não
Odair Cunha MG Não
Padre João MG Não
Paulão AL Não
Paulo Guedes MG Não
Paulo Pimenta RS Não
Paulo Teixeira SP Não
Pedro Uczai SC Não
Professora Rosa Neide MT Não
Reginaldo Lopes MG Não
Rogério Correia MG Não
Rui Falcão SP Não
Valmir Assunção BA Não
Vander Loubet MS Não
Vicentinho SP Não
Waldenor Pereira BA Não
Zé Carlos MA Não
Zé Neto BA Não
Zeca Dirceu PR Não
Total PT: 49
PTB
Eduardo Costa PA Sim
Emanuel Pinheiro Neto MT Sim
Luisa Canziani PR Sim
Marcelo Moraes RS Sim
Maurício Dziedricki RS Sim
Nivaldo Albuquerque AL Sim
Paes Landim PI Sim
Paulo Bengtson PA Sim
Pedro Augusto Bezerra CE Sim
Pedro Lucas Fernandes MA Sim
Santini RS Sim
Wilson Santiago PB Sim
Total PTB: 12
PV
Célio Studart CE Não
Enrico Misasi SP Sim
Leandre PR Sim
Professor Israel Batista DF Não
Total PV: 4
REDE
Joenia Wapichana RR Não
Total REDE: 1
S.Part.
Luiz Antônio Corrêa RJ Sim
Total S.Part.: 1
Solidariedade
Augusto Coutinho PE Sim
Aureo Ribeiro RJ Sim
Bosco Saraiva AM Sim
Dr. Leonardo MT Sim
Dra. Vanda Milani AC Sim
Eli Borges TO Sim
Genecias Noronha CE Sim
Gustinho Ribeiro SE Sim
Lucas Vergilio GO Sim
Marina Santos PI Sim
Otaci Nascimento RR Sim
Paulo Pereira da Silva SP Não
Tiago Dimas TO Sim
Zé Silva MG Sim
Total Solidariedade: 14

 
(#) Votos declarados ao microfone durante a votação por impossibilidade de registro no sistema eletrônico de votação.

Ex-presidente da Câmara passa a cumprir pena em regime semiaberto

Muita informação desencontrada a respeito do que aconteceu com o ex-presidente da Câmara Municipal de Mossoró Junior Escóssia. O que o Blog do Barreto conseguiu checar com a Assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça é que ele vai cumprir pena em regime semiaberto que permite que ele trabalhe de dia e durma na prisão ou fique com a liberdade restrita pelo uso de tornozeleira eletrônica.

A assessoria não soube informar por qual processo ele passou a cumprir pena. O que repassou ao Blog é que houve uma consulta do judiciário à Secretaria de Administração Penitenciária para que ele passe a usar tornozeleira eletrônica.

Muita informação circula nas redes sociais, mas nada concreto além da explicação da fonte oficial que esta página checou.

Junior Escóssia responde a vários processos e já recebeu condenações, a maioria em decorrência da Operação Sal Grosso.

Nota do Blog: a informação que recebemos de forma extraoficial é que ao tomar conhecimento da execução da pena, Junior se apresentou voluntariamente a uma delegacia, mas já estaria em casa.

Fonte: Bruno Barreto

Traficante que tentou escapar de presídio vestido de mulher é encontrado morto em cela no Rio

O preso que tentou fugir do Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, vestido de mulher foi encontrado morto, na manhã desta terça-feira (6), em sua cela no presídio de segurança máxima Bangu 1.

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Clauvino da Silva, de 42 anos, conhecido como Baixinho, teria se enforcado com um lençol.

O corpo de bombeiros foi chamado, e será realizado o registro de ocorrência. Também será instaurada uma sindicância para apurar os fatos. A Seap informou que todas as celas de Bangu 1 são individuais.

Tentativa de fuga

Na semana passada, Clauvino tentou sair pela porta da frente vestido de mulher. Segundo a Seap, o preso iria deixar a sua filha dentro da cadeia e vestiu a roupa dela para tentar a fuga.

Os inspetores penitenciários perceberam a atitude suspeita e interromperam o plano de fuga. O traficante, a sua filha e mais sete visitantes foram encaminhados à delegacia. Entre eles, estava uma grávida. Os agentes suspeitam que a máscara e os óculos entraram no presídio com ela, já que gestantes não são revistadas.

Clauvino estava condenado a 73 anos e 10 meses de prisão e tinha outra fuga em seu histórico no sistema penitenciário. Em fevereiro de 2013, Baixinho estava entre os 31 presos que fugiram do Instituto Penal Vicente Piragibe, em Gericinó. Na ocasião, ele conseguiu deixar a unidade pelo esgoto.

G1

VOTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA EM SEGUNDO TURNO DEVE COMEÇAR HOJE

O plenário da Câmara dos Deputados pode votar a partir de hoje (6), em segundo turno, a proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19). Assim como na votação em primeiro turno, serão necessários 308 votos para que a matéria seja aprovada e enviada ao Senado, onde também será analisada em dois turnos de votação.
 
A proposta foi enviada pelo Executivo em fevereiro e aprovada em primeiro turno, por 379 votos a 131, no mês passado. Depois de quatro dias de debates, os deputados aprovaram quatro emendas e destaques e rejeitaram oito.
 
A primeira emenda aprovada pelos parlamentares melhorou o cálculo de pensões por morte para viúvos ou viúvas de baixa renda e antecipou o aumento da aposentadoria de mulheres da iniciativa privada. 
 
Em outra emenda aprovada, foram suavizadas as regras para a aposentadoria de policiais que servem à União. A categoria, que engloba policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais legislativos, policiais civis do Distrito Federal e agentes penitenciários e socioeducativos federais, terá uma regra mais branda de transição. Os homens poderão se aposentar aos 53 anos e as mulheres aos 52, desde que cumpram o pedágio de 100% sobre o tempo que falta para a aposentadoria.
 
Uma das mudanças no texto da reforma manteve em 15 anos o tempo de contribuição para os trabalhadores do sexo masculino do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Os homens, no entanto, só conquistarão direito à aposentadoria integral com 40 anos de contribuição, contra 35 anos de contribuição das mulheres.
 
O último destaque aprovado reduziu a idade mínima de aposentadoria de professores para 55 anos (homens) e 52 anos (mulheres). Também fruto de um acordo partidário, o destaque estabelece que a redução só valerá para quem cumprir 100% do pedágio sobre o tempo que falta para se aposentar pelas regras atuais.
 
Os acordos entre os partidos para aprovar concessões à reforma da Previdência reduziram para R$ 933,5 bilhões a economia estimada em 10 anos. Ao encaminhar a proposta ao Legislativo, o governo federal pretendia gerar uma economia de R$ 1,236 trilhão, também no período de 10 anos.
 
Articulações
 
Para garantir o número de votos necessários à aprovação da matéria, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) tem se reunido com representantes do governo e líderes partidários. A expectativa de Maia é mapear os votos e ver se há condições para encerrar a matéria na Casa até quarta-feira (7).
 
Oposição
 
Na votação em segundo turno, os partidos podem apresentar apenas destaques supressivos, ou seja, que retirem trechos do texto aprovado em primeiro turno. 
 
A líder da minoria, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), afirmou que a oposição apresentará os nove destaques a que tem direito para tentar retirar pelo menos quatro itens do texto da reforma. Estão no foco de partidos da oposição a retirada de trechos como a pensão para mulheres, aposentadorias especiais, pensão por morte e as regras de transição. 
 
“Vamos entrar no segundo turno esperando que, neste recesso, os parlamentares tenham sido sensibilizados nas suas bases para alguns temas que, na minha opinião, são muito cruéis”, disse Jandira. Segundo a deputada, a oposição trabalhará na “redução de danos” ao trabalhador. 
 
Parlamentares de partidos da oposição ainda definem estratégias para obstrução da sessão que analisará a reforma e, assim, tentar adiar a votação do texto.
 
Senado
 
Nessa segunda-feira (5), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse, por meio de uma rede social, que a expectativa do governo federal é que reforma da Previdência seja analisada, em primeiro turno, no plenário da Casa até o dia 30 de setembro.  
 
“Ainda hoje (5), conversei com o ministro da Casa Civil, Oxyx Lorenzoni, sobre a conclusão da votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados  e a expectativa da chegada da proposta ao Senado. Onyx prevê a análise da Previdência no plenário do Senado até 30 de setembro”, afirmou Alcolumbre no Twitter.
 
Ainda segundo Alcolumbre, após a conclusão da votação da proposta na Câmara, a reforma será analisada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que tem 27 titulares e o mesmo número de suplentes. O relator da matéria é o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Entre as alterações previstas na Casa está a inclusão de estados e municípios na reforma. A tendência é que esse trecho, caso aprovado, tramite em separado para não causar impacto na tramitação do texto. 
 
“Pessoalmente sou favorável à inclusão de estados e municípios. Acho até que é essencial. Estamos estudando com a nossa assessoria técnica qual é a saída que temos a aplicar e, em princípio, a ideia é uma PEC paralela. Aqui somos a Casa da Federação e é nossa obrigação cuidar disso. Uma das funções do Senado é manter o equilíbrio federativo”, defendeu Jereissati.
 
No Senado, não há tramitação da proposta em comissão especial, e o texto depende da aprovação de pelo menos 49 senadores nos dois turnos de votação.

MOSSORÓ É UMA DAS 20 CIDADES MAIS VIOLENTAS DO PAÍS, APONTA LEVANTAMENTO

As regiões Norte e Nordeste do Brasil concentram 18 das 20 cidades mais violentas do país, mostra levantamento divulgado hoje (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A pesquisa, que contabiliza apenas municípios com ao menos 100 mil habitantes, mostra ainda que o estado de São Paulo tem 14 das 20 cidades menos violentas.
 
O estudo é um desdobramento do Atlas da Violência que destrincha os dados das 310 cidades médias e grandes do país. Para medir o nível de violência, o Ipea se debruçou sobre a taxa de homicídio por 100 mil habitantes nos municípios brasileiros no ano de 2017.
 
Os números permitem identificar que as cidades mais violentas e menos violentas apresentam também grande diferença entre os índices de desenvolvimento humano. Segundo o Ipea, as cidades mais violentas, em geral, têm também números piores no acesso à educação, desenvolvimento infantil e mercado de trabalho, enquanto as menos violentas têm indicadores considerados parecidos com os de países desenvolvidos.  
 
 
As cidades mais violentas têm, em média, 60% da taxa de atendimento escolar das menos violentas, e o percentual de jovens de 15 a 24 anos que não estudavam, não trabalhavam e eram vulneráveis à pobreza era quatro vezes maior.
 
A cidade mais violenta do Brasil em 2017 foi Maracanaú, no Ceará, com 145,7 homicídios para cada 100 mil habitantes. No ano do estudo, 308 pessoas foram assassinadas na cidade, que fica na região metropolitana de Fortaleza e tem 224 mil habitantes. 
 
A capital cearense foi a cidade que teve o maior número absoluto de homicídios em 2017, com 2.145 casos, superando até mesmo as cidades populosas do país. O Rio de Janeiro, que tem mais que o dobro de habitantes de Fortaleza, teve 1.850 assassinatos, e São Paulo, que tem uma população quatro vezes maior, teve 1.011 – menos que a metade. 
 
Após Maracanaú, a lista de cidades mais violentas continua com: Altamira (PA), São Gonçalo do Amarante (RN), Simões Filho (BA), Queimados (RJ), Alvorada (RS), Porto Seguro (BA), Marituba (PA), Lauro de Freitas (BA), Camaçari (BA), Caucaia (CE), Nossa Senhora do Socorro (SE), Cabo de Santo Agostinho (PE), Marabá (PA), Ananindeua (PA), Fortaleza (CE), Mossoró (RN), Vitória de Santo Antão (PE), Rio Branco (AC) e Eunápolis (BA).
 
A cidade considerada mais pacífica do Brasil foi Jaú, em São Paulo, com uma taxa de 2,7 homicídios para cada 100 mil habitantes. A cidade de 146 mil moradores teve quatro assassinatos em 2017. Indaiatuba e Valinhos, também situadas em São Paulo, ocupam o segundo e o terceiro lugar na lista, que continua com Jaraguá do Sul (SC), Brusque (SC), Jundiaí (SP), Passos (MG), Limeira (SP), Americana (SP), Bragança Paulista (SP), Santos (SP), Araxá (MG), Araraquara (SP), São Caetano do Sul (SP), Tubarão (SC), Mogi das Cruzes (SP), Itatiba (SP), Varginha (MG), Catanduva (SP) e Sertãozinho (SP). 
 
O coordenador do estudo, Daniel Cerqueira, avalia que políticas focalizadas em territórios vulneráveis são a luz no fim do túnel, com iniciativas voltadas para o desenvolvimento infanto-juvenil e para as famílias mais pobres. Ele defende ainda um reforço na qualificação policial e a melhora das condições de encarceramento.

Jovem é morto a tiros enquanto esperava amigos para jogar futebol na Grande Natal

Um jovem de 21 anos foi morto a tiros enquanto esperava amigos para uma partida de futsal na noite desta segunda-feira (5). O crime chocou moradores do bairro Santo Antônio em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, onde a vítima morava com a família.

Guilherme Nascimento de Barros saiu de casa após receber uma ligação de amigos que o chamavam para jogar bola em uma quadra poliesportiva que fica no centro do bairro, na Rua Engenheiro Roberto Bezerra Freire. Foi lá que o crime aconteceu, uma via movimentada que não intimidou os assassinos.

O jovem estava em uma parada de ônibus que fica bem próxima ao ginásio onde ele ir jogar com os amigos quando foi surpreendido pelos atiradores. Guilherme foi baleado e ainda correu para tentar fugir, mas acabou caindo e morrendo no local. O crime aconteceu por volta das 21h.

Segundo o relato de familiares, Guilherme era um jovem tranquilo, não tinha inimizades, nem envolvimento com drogas ou com crimes. Era comum ele ir para a quadra do bairro para jogar futsal com amigos. Guilherme era goleiro e no momento do crime estava vestido para a partida de futsal. Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa colheram as primeiras provas para a investigação que será feita pela Delegacia de Polícia Civil de São Gonçalo do Amarante.

Rogério Marinho: o Super go Governo Bolsonaro

RODOLFO COSTA

Nos quadrinhos e nas telonas do cinema, o Capitão América, alter-ego de Steve Rodgers, é um popular super-herói nascido de um projeto para criação de super-soldados.

Na vida real, em termos políticos, a analogia está sendo posta em prática pelo governo federal.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, trabalham juntos para ampliar os poderes do secretário especial de Previdência e Trabalho da equipe econômica, Rogério Marinho. A ideia é dar a ele mais atribuições, tornando-o um “super secretário”.

 

O tema é tratado com discrição dentro do Palácio do Planalto e do Ministério da Economia. Bolsonaro e Guedes se convenceram de que, depois das articulações conduzidas por Marinho durante a votação da reforma da Previdência na Comissão Especial e no Plenário, ele tem qualificações necessárias para continuar promovendo a costura político-econômica de reformas prioritárias da pasta.

Estará no radar dele depois da aprovação em segundo turno da reforma da Previdência, a reforma tributária e a desoneração das folhas de pagamento.

 

A proposta é um desejo de todos na alta cúpula do governo. E tem o aval dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que fazem boa avaliação.

Na prática, será feita uma reestruturação, que dará a ele mais atribuições e direito a ampliar a equipe técnica que, atualmente, o acompanha. Marinho continuaria a par das discussões técnicas, mas, com uma equipe maior, teria mais liberdade para focar na articulação, diz ao Blog um interlocutor de Guedes.

“Vai ser algo impactante. Ele assumirá um papel ainda maior”, explicou. Será uma espécie de ‘secretário das reformas econômicas.

 

Conciliador

Os desafios estão postos desde já. No Planalto, dizem que será dele a tarefa de buscar um consenso em torno da reforma tributária. No Congresso, há duas matérias em tramitação. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45/2019, na Câmara, e a PEC 110/2019, no Senado.

Os secretários de Fazenda dos 26 estados e do Distrito Federal construíram uma outra, que deve ser apensada à 45. E o governo, apoiado por líderes de entidades empresariais, entre elas o Instituto Brasil 200, tem praticamente pronto outro texto.

 

Em meio à disputa por protagonismo — classificada por alguns como um verdadeiro bate-cabeça –, será de Marinho a responsabilidade de chegar a um denominador comum.

“Ninguém quer perder na reforma tributária. O Marinho é a pessoa capaz de dar transparência aos números, mostrar quem perde, quem ganha, e administrar os conflitos”, analisou um interlocutor no Planalto.

Além de ter a confiança de Bolsonaro, Guedes, Maia e Alcolumbre, o secretário também tem um bom trânsito com o economista Bernard Appy, idealizador econômico da PEC 45, e do ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB), que construiu o esboço da PEC 110.

Acusado de assassinato por causa de dívida de 350 reais senta no banco dos réus nesta terça feira em Mossoró.

O Tribunal do Juri Popular de Mossoró, julga nesta terça-feira 06 de agosto de 2019, o réu Carpegiano Silva de Medeiros,”Carpê”, acusado de matar  Francisco Franceildo de Medeiros, “Nino“. por causa de uma dívida de 350 reais, crime ocorrido no dia 04 de dezembro de 2007, por volta das 22h00min, no Bairro Dom Jaime Câmara em Mossoró.

Segundo consta na denuncia do Ministério Público, Carpegiano em companhia de um homem de nome Cláudio de Souza dos Santos, “Golinha” foi até a residênciua da vítima na Rua Maria das Graças Silva, cobrar a dívida, houve uma discussão entre cobrador e devedor e Carpegiano que estava armado acabou atirando e matando Nino.

O julgamento está previsto para ter início às 10h00min no Fórum Desembargador Silveira Martins, com os trabalhos sendo presididos pelo juiz Vagnos Kelly de Figueiredo. O Ministério Público será representado pelo promotor Armando Lúcio Ribeiro, que vai trabalhar na acusação do réu. Já na defesa dos interesses do denunciado estará atuando o advogado Antônio Tomaz Neto.